Como gerenciar o estoque de forma eficiente e organizada

O sucesso de uma loja, tanto para varejo quanto atacadistas, depende do cuidado uma série de detalhes que, juntos, compõem um formato de negócios que dá certo. Estratégias de precificação, definição de ofertas, merchandising, organização do Ponto de Vendas, atenção com a rotina administrativa e gestão de funcionários e fornecedores são alguns destes detalhes importantes que merecem atenção. Além desses, outro item que deve ser cuidadosamente gerenciado por todo empreendedor do ramo de autosserviços (mercados, padarias, papelarias, armazéns) é o estoque.

Um bom controle de estoque permite que você tenha melhores condições administrativas, sabendo a melhor hora de comprar e ganhar bons descontos por volume, o que vai influenciar diretamente no seu potencial de ganhos através de uma precificação mais atraente. Isso aumenta a competitividade da sua loja, atrai e fideliza clientes e, claro, melhora a sua lucratividade. Além disso, gerir o estoque é fundamental para criar estratégias de vendas, como promoções que visem escoar produtos próximos do vencimento, entre outros. Se você ainda não se atentou a isso, pense que seu estoque é dinheiro, e uma má gestão inevitavelmente acarreta em prejuízos.

E você, sabe como gerenciar seu estoque de forma eficiente e organizada? Veja abaixo algumas dicas de como fazer isto.

Estabeleça um nível de estoque conforme o potencial de vendas da sua loja

Um erro comum de muitos varejistas é ter produtos parados em estoque ou uma quantidade sempre insuficiente de produtos frente à demanda de seus clientes. A melhor opção é ter um nível de estoque de cada produto compatível com o volume de vendas do mesmo na loja. E, para saber isso, é preciso estudar e acompanhar dia a dia o que sai da loja.

Digamos, por exemplo, que o período de reposição de um determinado produto em sua loja seja de uma semana e você venda em média 5 unidades deste produto por dia. Obviamente, seu estoque mínimo deve ser de 30 unidades semanais, podendo ser flexibilizado para mais caso você pretenda fazer uma promoção, ou dar um lugar de destaque para o mesmo. É altamente recomendável ter 10% a mais do que média de vendas do produto em estoque, mas isto deve ser avaliado no caso de itens perecíveis.

Faça inventários rotativos

Ter um inventário periódico é essencial para todo tipo de comércio. Estipule um prazo para isso, pode ser mensal, bimestral, ou conforme for conveniente para seu negócio. Porém, uma forma de ter esse controle sem sobrecarregar tanto a equipe é fazer inventários rotativos. Escolha, diariamente, alguns itens para serem inventariados.

Se sua loja possui uma variedade mais extensa, essa modalidade é ainda mais recomendável. Comece fazendo um inventário geral, tenha todas as quantidades atualizadas e passe a acompanhar diariamente a saída de determinados produtos. Veja se as notas de saída batem com o que fica em estoque, estude a média de consumo de cada produto e utilize esses dados para definir a quantidade e o momento certo de comprar junto aos fornecedores.

Escolha um bom software de gestão de estoques

O trabalho de gerenciamento de estoques é hoje bem mais simples do que já foi um dia. Como já existirem sistemas prontos para a gestão, você e sua equipe terão apenas o trabalho de abastecer o software com dados como entrada e saída de produtos. Além disso, é possível codificar cada produto e digitalizar todas as operações.

E você, tem alguma estratégia eficiente de gestão de estoques? Conte pra gente, é só comentar!

Fique por dentro dos nossos conteúdos semanais!
Fique tranquilo, nunca enviaremos spam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *